Agir da mesma forma que nossos ofensores resolve alguma coisa?

Quando a palavra de Deus nos confronta, nos impelindo a mudanças e domínio do nosso eu; e então a ouvimos e acatamos na certeza de ser o melhor direcionamento, e nos submetemos mesmo que em dificuldade… Pode-se imaginar o sorriso de Jesus pelo fato de fazermos a Sua vontade e o ódio do diabo …

O perigo do legalismo

Problema mais comum do que se imagina, o legalismo é algo que deve ser combatido na igreja. Esse era um problema comum no passado e agora não é diferente. Você está disposto a combater o bom combate e está preparado para defender o evangelho de Cristo? Prepare-se para enfrentar muita resistência.

O Tabernáculo

1. O porque do Tabernáculo
Desde sempre, Deus só teve um enorme e profundo desejo, porque Deus tinha também uma enorme e profunda necessidade. Deus desejava de todo o coração conviver com um outro ser para além de si mesmo. Assim veria suprida a sua necessidade que era a solidão.
Como é evidente, Deus não escolheu um “dinossauro” para ter comunhão com ele, porque este não havia sido criado à imagem e semelhança d’Ele.
Deus criou o homem a imagem e semelhança de si mesmo (à semelhança = da mesma natureza), com os mesmíssimos ingredientes dele próprio. Assim, não é Deus que é humano; nós é que somos divinos!
Temos as mesmas capacidades e necessidades que Deus tem. Deus não é assim um “tão grande bicho de sete cabeças”, Deus tem alma.
Não se choque por ver em si algumas semelhanças com Deus. Normalmente os filhos são parecidos com os pais e não com os vizinhos ao lado!
Portanto: Deus fez a primeira tentativa de conviver com o homem. Criou Adão e Eva; diz a Bíblia, em Gênesis, que Deus passeava com eles a viragem do dia, Deus tinha comunhão com eles. Eles eram transparentes para com Deus e Deus para com eles. Vestiam-se com a glória de Deus.
Como se sabe, falhou e, Deus foi fazendo várias tentativas ao longo dos tempos de arranjar uma família com quem ele pudesse viver em comunhão.
Ex.: Noé, Abraão, Moisés, …, até que veio Jesus!

lições importantes sobre a vida de Abraão (Pr. Geziel Gomes)

#abaixo algumas observações importante sobre abraão::

1-Obs: Deus nós manda olhar para Abraão: Não pro que ele é perfeito, mas sim porque ele tem grandes lições para nos ensinar.

2- Obs: Deus chamou Abraão, abençoou Abraão e multiplicou a geração de Abraão.

3- Obs: No antigo testamento Deus só tinha um amigo, mas no novo testamento todos nós somos convidados para sermos amigo de Deus, através de Jesus Cristo.

4- Obs: Antes eramos inimigos de Deus (Rm 5.10), depois passamos a ser chamados de Filhos de Deus, em seguida passamos a ser discípulos, depois Servos e por ultimo somos chamados por Jesus de amigos.

DETALHES DA CRUCIFICAÇÃO DE CRISTO

Fala os detalhes da crucificação de Cristo, tempo na cruz, castigos antes e durante a crucificação, medidas dos pregos, cravos e como era o chicote, quantas feridas ele recebeu.

Se Deus disse, eu posso. A Palavra de Deus disse é a maior verdade para mim e ponto final.
Não devo questionar, devo crer. Jesus era tão homem quanto eu, Ele se esvaziou de toda a sua divindade quando esteve aqui na terra.

Por que Deus exigiu de Abraão o sacrifício de Isaque?

Abraão foi orientado por Deus a sair do meio de seus parentes seguindo para uma terra que ainda seria mostrada. Abraão saiu confiado em Deus tendo em vista uma promessa ( Gn 12:2 ). Obedeceu à voz divina, porém, levou consigo o seu sobrinho Ló até a terra de Canaã ( Gn 12:5 ).

O Retrato da Apostasia

A revista Isto É, na edição nº 2180, traz a matéria O novo retrato da fé no Brasil onde mostra a crescente migração entre as mais diversas religiões e denominações que pode, sim, ser resumida neste pequeno parágrafo da própria matéria: “Entre os neopentecostais não se busca mais um líder religioso, mas um mago que resolva tudo num estalar de dedos”, diz Sandra. “Essa magia faz sucesso, mas tem vida curta, uma vez que o fiel se afasta, caso não encontre logo o que quer”.

O Grande Amigo – João 15.13-17

Talvez você classifique seus contatos pessoais em grupos, o grupo dos conhecidos, o grupo dos colegas e o grupo dos amigos, todos gostam de ter amigos. Um bom amigo é aquele que confiamos, contamos nossos segredos. A um grande amigo, não negamos nada. O maior amigo, no entanto faz aquilo que não somos capazes de fazer, dar a própria vida em benefício do outro. Amar a Deus é servi-lo e servir a Deus é amar.

Assista o vídeo com mais comentários sobre esse tema em:
http://www.caminhoestreito.com/2011/06/161/o-grande-amigo/


Bruno Maia