O vemtilador

Agora que chegamos a março e o calor parece estar me derretendo, qualquer coisa que me traga um pouco de alívio é sempre bem-vindo. E é aqui que o ventilador encontra seu valor. Ali, girando na dele. O ventilador é um bom companheiro para o verão.

Perdi meu pen drive

Eu tenho (ou tinha) um pen drive azul, não é lá essa quintessência da tecnologia. Com “apenas” 2 GB de capacidade de armazenamento, ele me serve muito bem para objetivos práticos: guardar momentaneamente alguns arquivos, enquanto os transporto daqui para ali. Mas não o acho já faz algum tempo. Sinto falta de sua função prática, bem mais que seu conteúdo em si.

Música, Identidade e Política

Para a maioria das pessoas, a qualidade (conceito bastante relativo) de uma música está menos ligada a sua origem geográfico-econômico-cultural e mais às lembranças e sentimentos que suscita. Precisamos, por isso, superar o complexo de colonos, cujo ideal de vida é a vida dos colonizadores e, sem xenofobismo, investir numa educação musical democrática que garanta ao povo o direito que lhes é inerente, de fazer uso, também, do que tem sido produzido em seu círculo, a fim de que, a partir dessa experiência, se continue a construir uma qualidade musical cada vez melhor.

Carta aberta ao Papa Bergoglio

Recentemente as redes sociais às quais tenho acesso se viram abarrotadas de ruído com comentários sobre tua Homilia nas Vésperas com sacerdotes e religiosas, proferida no último dia 24 de setembro na St Patrick’s Cathedral, em Nova Iorque. A expressão em questão foi a tua declaração sobre “o fracasso da cruz!” (a exclamação é por minha conta).

Entrevista Banda Resgate: O momento atual da Igreja e da música gospel

Numa entrevista da Rede Boas Novas, durante a Feira Internacional Cristã (FIC) em São Paulo, os três integrantes da banda Resgate comentaram sobre o momento atual da igreja e da música gospel.

“Acho que o momento da música cristã seja dos piores, no que diz respeito à…”
“Essa pergunta é complicada. A Igreja brasileira vive uma bagunça, porque a galera só está interessada em…”.

Jesus, o remédio para uma igreja enferma

Alguns estudiosos da Bíblia, dentre as fileiras do Dispensacionalismo, afirmam que as setes igrejas da Ásia Menor são um símbolo dos sete períodos da história da igreja, assim classificados: Éfeso simboliza a igreja apostólica; Esmirna, a igreja dos mártires; Pérgamo, a igreja oficial dos tempos de Constantino; Tiatira, a igreja apóstata da Idade Média; Sardes, a igreja da Reforma; Filadélfia, a igreja das missões modernas e Laodicéia, a igreja contemporânea. Essa classificação, entretanto, não tem qualquer amparo histórico nem qualquer fundamentação bíblica.

Jesus elogia duas dessas igrejas…

Mercado religioso privatiza a experiência de fé, diz teólogo

(ALC) “Vivemos os dias da religião sob medida, montada por consciências individuais que misturam os ingredientes disponíveis nas prateleiras do mercador religioso”, escreve o teólogo Ed René Kivitz, em artigo para o jornal Valor Econômico.

A experiência religiosa, afirma, já não se resume à obediência cega aos dogmas e à hierarquia institucional. “A so ciedade moderna não abandonou Deus, mas colocou seus intérpretes e seus representantes coletivos sob judice”, assinala o teólogo. A religião, agora, é privatizada e a experiência de fé é “à la carte”.

Mudanças nos padrões de vida dos europeus têm exercido influência direta no declínio do número de cristãos no continente. O cristianismo já não tem mais aquela força de ascendência no desenho de valores às populações da Europa.

“Valores da Europa” será tema de conferência internacional….