Intimidade

Quando olho para o tema da intimidade à luz da Bíblia meus olhos são levados a instrução de Cristo: entra no teu quarto … É a experiência do quarto fechado, como costumo chamar, que me dá toda a relevância do conceito de intimidade no âmbito de minha vivência cristã.

Os Grandes Princípios Batistas – A SEGURANÇA ETERNA DOS SALVOS

A salvação é eterna. Não é temporária nem parcial. O assunto foi resolvido de uma vez por todas na cruz. Cristo não deu uma entrada e deixou as prestações para pagarmos. Pagou tudo, de uma vez. Seu sacrifício foi suficiente, único, irrepetível e perfeito. E o preço pago por ele foi seu próprio sangue. No processo da salvação, não somos o agente, mas Jesus Cristo o é. E sua obra é perfeita. A salvação não depende de nós, mas dele. Ele não rejeita o pecador que vem a ele, nem se arrepende de nos ter salvado.

Por que eu erro

Sozinho nada posso fazer e por isto mesmo só me manterei com servo leal a Cristo se depositar toda a minha confiança do poder absoluto do Senhor. O crente só se mantém firme quando conhece em sua própria vida o poder de Deus. É na convivência e na experimentação deste poder na vida cotidiana que poderei seguir os passos do Senhor sem tropeços nem erros.

Os Grandes Princípios Batistas – O BATISMO CONSCIENTE DE CRENTES

O batismo não regenera. Deve testemunhar a regeneração. O batismo consciente de adultos faz com que a igreja se componha de convertidos. Só se pode ser membro da igreja pelo batismo e este só pode ser aplicado a pessoas conscientes do que fazem.

O culto como anúncio

Se nós nos encontramos com Cristo no culto então a nossa celebração é também uma denúncia da separação entre Deus e seres humanos e também o anúncio de que Cristo já veio em resgate desta humanidade oferecendo-lhe solução para todos os seus problemas espirituais, psicológicos e sociais.

Parábola das coisas – um chinelo

Já pensou que seguir a Cristo também tem que ser assim: como um chinelo. A vida cristã é para ser uma experiência vivida como algo tão íntimo e pessoal como um chinelo: familiar e bem à vontade!

Onde o Soberano coloca os meus pés

É lá nas alturas que experimentamos do Senhor. Ainda é lá que sentimos os pés deixarem o pântano para se firmarem sobre a rocha. E nos lugares altos o Soberano nos dá uma visão privilegiada de sua glória e de seu poder. Ali Deus posta os nossos passos.

Os Grandes Princípios Batistas – A LIBERDADE DE OPINIÃO

Liberdade de expressão é uma conseqüência inevitável de não termos um papa ou alguém “infalível”, que todos temos o Espírito Santo, que somos todos falíveis, também. É a aplicação do sacerdócio universal de todos os salvos. Todos temos acesso a Deus, todos temos o Espírito Santo, nenhum de nós é mais conectado a Deus que os demais, para ter o monopólio de Deus. O autoritarismo teológico é uma agressão em si, e também uma agressão à nossa história.

No serviço do meu Rei

Acordei cantarolando um velho hino. Faço isso com frequência. Começar o dia cantando velhas canções faz muito bem à alma. Além de estimular a memória. Guardo lembranças de antigos cânticos, do rico Cantor Cristão, de músicas que já se tornaram clássicas e de algumas outras que se foram agregando pelo caminho. Na maioria das vezes, elas compõem meu repertório matinal.

A Palavra de Deus – LOGOS ou RHEMA?

Insisto que esta discussão não vai acrescentar muita coisa à minha fé na Palavra. Do mesmo Deus é a Palavra que se fez carne cheio de graça e verdade. Do mesmo Deus é a Palavra que afugenta o inimigo. Ambas são de Deus. Pelo som de sua voz, Deus criou o mundo. E por sua palavra venceu a morte.

O culto como encontro com Cristo

Regularmente a Igreja de Cristo se reúne para celebrar e cultuar a Deus e isto é feito no meio da coletividade cristã. É na comunhão dos santos que este grupo se faz Igreja, e o faz reunido como um encontro sagrado: isto é o Culto – o encontro sagrado da igreja.

A suficiência das Escrituras

Os batistas sempre nutriram profundo zelo pelas Escrituras. Quando ela fala, nós falamos. Quando ela cala, nós calamos. Todo material que produzimos e toda postura eclesiológica devem ser avaliados por ela.

A sobra do milagre

É como se Jesus estivesse me dizendo que depois de ter me servido do milagre devo juntar o que sobrou, fazer alguma coisa. O milagre só ele faz, mas os resultados, ou desdobramentos, deste tenho que cuidar conforme minha capacidade de administração