Os títulos dos Salmos

O Livro dos Salmos é uma coletânea de diversos poemas. Escritos originalmente em língua hebraica, alguns Salmos são bastante antigos e vários deles conservam ainda seus títulos originais – como eram chamados antes de serem conhecidos apenas pelo número que aparecem em nossas Bíblias. Aqui vai uma relação deste títulos que foram conservados.

Salmo 113 – Devemos louvar o Senhor

O salmo 113 traz mensagens motivadoras que nos permite pensar sobre o mundo em que vivemos. Ele diz que devemos louvar o Senhor porque Ele é bom. Devemos louvar o Senhor porque sua maravilha dura para sempre.

Salmo 117

O salmo 117, que encontramos no livro dos Salmos figura entre os maiores da Bíblia. É muito bonito e suas palavras fortalecem nosso espírito. Considere ler o Salmo 117 com calma e reflexão. Meditando nas palavras do Senhor Deus, escritas pelo seu servo Davi.

Salmo 91 – Aquele que Habita no esconderijo do Altíssimo

É comum nas casas, nas empresas e escolas encontrarmos uma bíblia aberta no Salmo 91. Às vezes, pela ação do tempo, as páginas ficam empoeiradas e amareladas. Outros penduram na porta de suas residências quadros que estampam uma cópia deste Salmo.

Louve ao Senhor! Confie Apenas nEle!

Um dos grandes males nos dias atuais é que para a grande maioria das pessoas, Cristo não é sua prioridade. Infelizmente, o lugar que pertence a Ele tem sido dividido e ocupado por pessoas ou mesmo coisas banais, a qual não devem pertencer honra e glória alguma.

O Salmos 146, diz em um belo louvor que Deus deve ser nossa única confiança. Nada deverá ser colocado no lugar dEle. O nosso coração e nossa mente devem estar centrados nEle. Devemos prestar culto a Ele! Ele deve ser o centro! Devo ir à igreja por Ele. Devo glorificar a Ele por acordar, por que Ele assim permitiu. Devo glorificar a Ele pelos problemas resolvidos e pelos que se hão de resolver. E caso algum não se resolva, devo confiar nEle e no seu zelo por mim e pela minha vida.

Amando a Deus por Aquilo que Ele é

Uma das mais admiráveis verdades que descobri foi esta: Deus é mais glorificado em mim quando sou mais satisfeito nEle.

Este é o lema que direciona meu ministério como pastor. Afeta tudo o que eu faço.

Se eu como, bebo, prego, aconselho ou faço — em tudo isso, o meu alvo é glorificar a Deus pela maneira como o faço (1 Co 10.31).

Todos os Rítimos adoram a Deus?

Considerando o real sentido da “adoração”, o qual é a obediência a Deus e ao propósito do mesmo ao nos criar, que é o de O adorarmos (obedecer a Deus é, desde Adão a maior expressão de adoração – Gênesis 2.16,17), podemos dizer que o rítimo musical não é o principal aspecto de avaliação. Ao avaliarmos se uma música é, verdadeiramente, um louvor devemos considerar um fator: a letra; isto é, se a letra (mensagem anunciada) obedece ao propósito…