Conselhos bíblicos sobre adoração e culto – O CULTO DE NOÉ

Logo ao sair da arca, Noé construiu um altar para Deus e ali sacrificou em celebração e adoração. Aquele homem entendeu que assim deve ser o culto. E a partir da sua experiência podemos com certeza aplicar as lições em nossa adoração e em nosso culto.

Conselhos bíblicos sobre adoração e culto – CAIM E ABEL

Do oferecimento de Caim e Abel, lá tão próximos da origem de todos nós, podemos aprender lições importantes e trazer aplicações necessárias para que nosso culto e adoração hoje sejam dignos do verdadeiro Deus.

Como entendemos a Criação?

Recentemente, ouvi que alguém perguntou para uma irmã porque nós (crentes) insistimos em ensinar que os dias da Criação foram dias de 24 horas, se já foi comprovado cientificamente que não foi assim. Não vi isso escrito na Bíblia, nem aprendi isso em escola dominical.

Cavando poços

O livro de Gênesis nos conta que Abraão cavou poços, mas teve que disputá-los com Abimeleque, o rei dos filisteus. Anos mais tarde, seu filho Isaque se viu envolvido com a mesma questão da água e dos poços e os servos de Abimeleque. Lendo o capítulo 26 de Gênesis o que mais me chama a atenção é que Isaque não somente reabriu as fontes que os filisteus tinham entulhado como repetidas vezes se mudou e cavou novos poços.

A Arte de Perdoar Como José

Quando alguém lembra de perdão, uma das histórias mais marcantes sobre o assunto é a vida de José. José tinha tudo para se vingar dos seus irmãos. Ele poderia pegar o seu batalhão de soldados egípcios e acabar com Rubem, Judá, Simeão e os demais. Ele poderia apenas salvar seu pai, Diná e Benjamim seu irmão mais novo. Ele poderia fazer isto e tudo ficaria absolutamente tranquilo. Mas, José é revestido de uma visão de Deus, que ele recebe temor de Deus e assim, trata os seus irmãos com o perdão no coração.

Deus criou tudo – Gênesis 1

1. No princípio, Deus criou os céus e a terra.
2. A terra estava informe e vazia; as trevas cobriam o abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas.
3. Deus disse: “Faça-se a luz!” E a luz foi feita.
4. Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas.
5. Deus chamou à luz DIA, e às trevas NOITE. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o primeiro dia.