Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar?

O que a Bíblia nos revela acerca do livre arbítrio, eleição e predestinação? Qual a participação do homem no processo de salvação? Existe livre arbítrio? O estudo vai mostrar que a Bíblia tem a resposta certa para essas perguntas.

O Mito do Livre Arbítrio – Walter J. Chantry

A maioria das pessoas diz que crê no “livre-arbítrio”. Você tem alguma ideia do que isso significa? Acredito que você achará grande quantidade de superstição sobre este assunto. A vontade é louvada como o grande poder da alma humana, que é completamente livre para dirigir nossa vida. Mas, do que ela é livre? E qual é o seu poder?

Uma Escolha, dois caminhos por “Foi Assim que Deus me Fez”

Nossas vidas são feitas de escolhas desde o nascimento até a morte. Tudo envolve escolhas. Só que para conseguirmos Uma Escolha, nos deparamos com Dois Caminhos. Deus nos deixou o livre arbítrio, ou seja, somos nós quem decidimos que caminho devemos trilhar em nossas vidas. Ficamos sempre a frente do certo ou errado, do bom ou ruim, da luz ou trevas. Geralmente são escolhas difíceis de serem tomadas.

Soberania divina e o livre-arbítrio

Você crê na soberania divina ou no livre-arbítrio? A soberania divina exclui o amor? Somente o livre-arbítrio pode ser o caminho para reconhecer que Deus é amor? Considere ler o texto e compartilhar sua opinião!

O fruto proibido em pleno século XXI

Ao lermos no livro de Gênesis a história da criação do primeiro casal, nos deparamos com o seguinte texto: “E o Senhor Deus ordenou ao homem: “Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá” (Gênesis 2:16-17 – NVI). Hoje dizemos que o primeiro casal comeu o fruto proibido. Lá, nos primórdios da civilização, este fruto era denominado fruto “da árvore do conhecimento do bem e do mal” (Gênesis 2: 17 – NVI). Adão e Eva tinham tudo em plenitude, inclusive um pomar maravilhoso. Por que comeram do único fruto que não deveriam comer? Esta é uma das grandes perguntas que há séculos povoam as mentes dos filósofos, dos romancistas e do homem comum. No entanto, apesar desta ser uma grande questão e necessitar de uma resposta teológica razoável, não é ela a pergunta que mais perturba as pessoas em sua dificuldade de aceitar a fé cristã. O que mais intriga as pessoas é a seguinte questão: Por que Deus colocou no Jardim do Éden a árvore do conhecimento do bem e do mal mesmo sabendo que seus frutos poderiam causar a morte de Adão e Eva?

O Livre Arbítrio

Continuando a série de artigo sobre eleição, predestinação e livre arbítrio, hoje estou escrevendo o tema sobre o livre arbítrio e suas implicações com a doutrina da eleição, procurando mostrar que não há contradição alguma nestes dois assuntos.
Para muitos teólogos e cristãos a doutrina da eleição é incompatível com o livre arbítrio, porém sabemos que o livre arbítrio é um ensinamento bíblico, assim como a eleição também, leia o artigo anterior.