Obediência voluntária – conclusão

Continuando a refletir sobre a obediência voluntária, veja o que Paulo ainda considera. Ele questiona: posso usar minha liberdade para escolher viver no pecado – já que não mais ele me será imputado. Porém o próprio apóstolo responde: Se assim fizer, estarei escolhendo voluntariamente o caminho das consequências dos pecados que não têm mais domínio sobre mim (lembre Rm 6:14). Mas se por outro lado, escolho a obediência voluntária a Cristo e às suas leis – mesmo não havendo coerção neste sentido – então estarei escolhendo uma vida de santificação e frutos da graça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *