Justiça americana condena médico por assassinatos de bebês

O médico americano Kermit Gosnell de 72 anos, acusado de matar bebês em procedimentos de aborto tardios foi condenado por três assassinatos. O médico porém foi absolvido do assassinato de um quarto bebê e declarado culpado pelo assassinato culposo de uma paciente adulta, que morreu por uma overdose de medicamentos. Ele mantinha uma clínica em Filadélfia, no Estado da Pensilvânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *