Egípcio quer processar Israel por causa das pragas de Moisés

Um ativista egípcio causou grande polêmica ao assinar sua coluna no jornal Al-Yawm Al-Sabi. O escritor Ahmad al-Gamal vai contra séculos de tradição dos muçulmanos e não nega a veracidade dos registros bíblicos sobre a libertação dos judeus com grande sinais feitos por Deus.

Alá está reunindo os judeus em Israel para matá-los, afirma líder terrorista

O oficial da Autoridade Palestina Abbas Zaki fez uma declaração surpreendente durante um programa de televisão palestino. Como membro do Comitê Central do governo, pertencente ao grupo terrorista político Fatah, sua opinião é muito relevante. Em especial porque atualmente é um dos líderes mais influentes, assessorando o líder palestino Mahmoud Abbas para o diálogo com o mundo árabe e China.

Jerusalém – cidade sagrada do islã?

Os muçulmanos reivindicam Jerusalém baseando-se em uma passagem do Corão. Mesmo que Jerusalém não seja mencionada uma única vez no livro sagrado islâmico, a Sura 17 fala de uma “mesquita distante”: “Glorificado seja Aquele que, certa noite, levou seu servo da Mesquita Sagrada à distante Mesquita de Al-Aqsa” (Sura 17.1).

Aumentam os conflitos entre muçulmanos e judeus no Monte do Templo

Nas últimas semanas tem aumentado os conflitos na região do Monte do Templo em Jerusalém. A polícia israelense chegou a invadir o local para dispersar protestos usando gás lacrimogênio e balas de borracha.

A História da Terra Santa

2126 a.C. – Deus chama Abrão para a terra de Canaã (Gn 12.1-3).
1913 a.C. – Deus estabelece uma aliança incondicional com Abraão e revela-lhe os limites da terra prometida a ele e aos seus descendentes para sempre (Gn 15).

Existem 170 mil mísseis apontados para Israel

O chefe da agência de inteligência de Israel, o major-general Aviv Kochavi, afirma que existem cerca de 170 mil foguetes e mísseis apontados contra o pais pelos Estados inimigos. “Nós chamamos este período de ‘era de fogo’, levando em conta a quantidade de mísseis e foguetes que enfrentamos”, disse ele ao jornal The Jerusalem Post. Mas essa não é a única ameaça grave.

Refutando o evangelismo anti-Israel

O ativismo anti-Israel nos círculos protestantes dos EUA aumentou em anos recentes, principalmente entre algumas elites evangélicas. As elites das principais denominações protestantes são contra Israel há décadas.

Israel já tem levitas prontos para fazerem os sacrifícios no Terceiro Templo

No dia 20 de agosto de 2013, após mais de 1950 anos, ocorreu em Israel a cerimônia preparatória para a retomada do “sacrifício perpétuo” que era feito diariamente pelos judeus. O mandamento presente no livro de Levítico é retomado em Jerusalém pela primeira vez desde a destruição do Segundo Templo pelas mãos dos romanos, no ano 70. O Templo original foi inaugurado aproximadamente em 950 a.C. e destruído na invasão babilônica em 586 a.C.

Tanque para banhos rituais do Templo de Salomão volta a ser utilizado

Desde o início do ano, uma série de noticias relacionadas a iminente construção do chamado “terceiro Templo” (no local onde ficava o Templo de Salomão), tem chamado atenção.

Grupo judeu exige demolir mesquita Al-Aqsa para construir templo

O vice-ministro de Relações Exteriores de Israel Danny Ayalon participou de um clipe de propaganda para promover a relação judia com a cidade de Jerusalém.

Jesus, o “palestino”

Para chegarem até a visão que eles advogam, os defensores do palestinianismo cristão redefinem Deus. Ele já não é mais o Deus de Israel apresentado nas Escrituras, mas um deus que eles mesmos fabricaram.

Judeus creem mais em Jesus e menos em Israel

Israel define-se como o primeiro e único Estado judeu. Após mais de 3000 mil anos da fundação de Jerusalém, o perfil dos judeus apresenta mudanças significativas entre os judeus. Uma pesquisa publicada este mês pelo Instituto Pew de Pesquisas sobre Religião, 30% dos judeus afirmam estar “emocionalmente muito ligado” a Israel, enquanto 39% afirmam estar “um pouco ligado”.

Israel alerta o mundo que “as profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias”

Embora pesquisas de opinião indiquem que menos da metade da população de Israel acredite nas profecias bíblicas, a questão religiosa sempre foi determinante para o Estado judeu. Quando Benjamin Netanyahu, Primeiro-Ministro de Israel, falou na Assembleia Geral das Nações Unidas, dia 1º de Outubro, os meios de comunicação deram ênfase apenas aos primeiros dois terços de seu discurso.

Israel se prepara para iminente “Grande Terremoto”

O doutor Bein tem exortado os administradores da cidade há anos para identificar e reforçar as estruturas fracas. Ele explica que existem registros de apenas meia dúzia de grandes terremotos atingindo a cidade nos últimos mil anos. Os arqueólogos têm encontrado evidências disso.