Quem são os “Ungidos de Deus”?

Falar ou não falar contra o “ungido” de Deus. Como e quanto este assunto tem vindo à tona nos dias atuais. E o simples fato de vir a ser frequentemente apresentado nas conversas já demonstra que alguma coisa anda um tanto esquisita. Por isso o texto recebe este título um tanto controverso. Penso que, antes de tudo, temos que deixar de lado a hipocrisia. Isso porque, mesmo os que defendem que não se deve questionar o “ungido”, geralmente só usam esta máxima em favor de seus próprios líderes, mas em se tratando de outras lideranças também não deixam de tecer seus próprios comentários, e não raro comentários críticos. Obviamente que “falar mal” é maledicência, e isso é pecado. Mas será que “falar mal” e “julgar todas as coisas” é a mesma coisa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *