Posso e mereço

Ainda ontem, em uma avenida aqui em Aracaju, na minha frente estava um carro com placa de São Paulo parado no sinal (como era de lá, vai como se fosse paulista: “parado no farol”) e pude ler o que o cidadão escreveu no vidro: Faço o que posso. Deus me dá o que mereço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *