O milagre e a flor do deserto

Mais um dia triste, árido e solitário se passava na vida daqueles dez homens. Os sonhos de uma vida havia se despedaçados quando receberam a triste noticia da doença. Ao invés de receber o abraço amigo, uma palavra de apoio, receberam o exílio, a repulsa, o medo no olhar das pessoas. Já não podiam mais estar entre os familiares, não podiam receber carinhos de quem tanto amavam. Eles queriam e buscavam um milagre. Mas o destino daqueles dez homens estava trava traçado. Havia sido escrito com a tinta da morte, tinha a cor da lepra, a mais mortal, terrível e segregadora a doença da época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *