Aconselhamento cristão – A missão auxiliadora a Igreja

“Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria” (Cl 3.16 – ARA).
O aconselhamento cristão, feito com sabedoria, é indispensável ao ministério da igreja local, a despeito de ser também um mandamento bíblico.

1 pensou em “Aconselhamento cristão – A missão auxiliadora a Igreja

  1. Graça e paz do Senhor,

    Olá tudo bom? Me chamo Rodrigo tenho 26 anos, minha dúvida é quanto a declaração de união estável emitida no Cartório. Namoro a aproximadamente 4 anos, recentemente eu e minha namorada decidimos nos casar então comprei um apartamento na planta, ele fica pronto em Outubro de 2012. Minha namorada e eu não nos conhecemos sexualmente durante os primeiros 2 anos e meio do namoro. Sabemos que sexo antes do casamento é pecado e por isso abandonamos essa prática e pela misericórdia do Senhor estamos firmes na igreja e procurando obedecer a Deus em toda sua vontade. Temos muita vontade de nos casarmos. Se pudessemos nos casariamos logo, contudo não temos onde ficar, porquanto o apartamento fica pronto como já dito apenas em 10/2012. Pensamos em nos casar e permanecermos cada um na sua casa até que a nossa fique prota. Assim se estivermos casados pelo menos no cartório, teríamos liberdade para ter uma vida sexual livre do pecado, memo morando separados, Como essa idéia não tem o apoio dos pais dela, pensamos “e se fizessemos uma declaração de união estável emitida no cartório, ‘aquela com valor de certidão de casamento?'” Assim poderíamos aguardar nossa casa ficar pronta sem ficar ardendo como disse o apóstolo Paulo na 1ª carta aos Coríntios 10: 9. Será que tal conduta é justa diante do Senhor? Será que desta forma a relação sexual ainda é pecado para Deus? Ressalto que se fizessemos essa declaração, cada qual permaneceria em sua casa aguardando que a construção da nossa termine, contudo desde já com liberdade sexual. Quando a construção terminasse emitiríamos a certidão de casamento e ainda casariamos na igreja. Eu não sinto que tenho liberdade para abordar o pastor e perguntá-lo sobre isso por isso recorro ao seu conselho. Desde já agradeço pela ajuda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *