Suposto amigo revela detalhes do passado religioso de atirador que matou 13 crianças do Rio

Segundo o suposto amigo de Wellington, os dois foram expulsos de um templo das Testemunhas de Jeová.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro vai apurar as informações de um homem que teria sido o melhor amigo de Wellington Menezes de Oliveira, o atirador que invadiu a escola municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio, na última quinta-feira (7) matando 12 alunos. Oliveira também morreu na ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *