SHEKINAH.

A maioria das pessoas traduz o termo shekinah como a glória de Deus manifesta. Contudo, os próprios defensores reconhecem que esta expressão não está na Bíblia. Historicamente shekinah é o equivalente judaico mais próximo do Espírito Santo, o que não parece ser correto. O termo é posterior à Bíblia. Sendo extra-bíblico aparece nos targuns e foi usado pelo talmude. A grande pergunta é: devo me utilizar em cânticos ou prédicas de um termo que nem mesmo aparece na Bíblia com este significado para descrever a doutrina da manifestação de Deus ao homem? Aparentemente não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *