O mito da “nação cristã”!

No domingo passei alguns minutos assistindo, ao vivo, as cerimônias do Jubileu de Diamante da rainha Elizabeth II. A rainha inglesa, em toda a sua pompa, recebia inúmeras homenagens de seus súditos. Apesar de crer que a monárquica Grã-Bretanha é mais republicana que a República Federativa do Brasil, ainda assim vejo como bem exótico tanta festa em torno de uma pessoa.

Bom, escrevo isso para lembrar que a rainha é chefe da Igreja Anglicana (em inglês: Supreme Governor of the Church of England). Isso faz do Reino Unido uma terra cristã? Absolutamente não! Não por causa de Elizabeth II, mas sim porque nunca houve e nunca haverá uma nação cristã. O cristianismo é uma religião de indivíduos e não de coletivos. Nós podemos falar em uma “cultura com influência cristã”, mas nunca em “nação cristã”. Ora, “nação cristã” é puro mito!

Quando vejo John MacArthur Jr. lamentando em uma pregação que os Estados Unidos deixaram de ser uma “nação cristã” fico me perguntando quando os Estados Unidos foram “cristãos”. Muitos cristãos americanos alimentam a fantasia de que o Pais Fundadores, como são chamados os líderes políticos que…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *