Gay das cavernas leva 5.000 anos para “sair do armário”

Foi descoberto depois Cinco mil anos de ter morrido, o primeiro “gay das cavernas” por arqueólogos na República Tcheca. De acordo com os cientistas, o jeito como foi enterrado sugere que ele tinha uma orientação sexual diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *