Os inimigos do bem

Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos
difíceis, pois os homens serão… inimigos do bem…
2 Timóteo 3.1,3
Há muito tempo atrás fiquei sabendo de uma mulher que por sua honestidade e caráter foi discriminada. Tudo começou quando foi verificar o saldo de sua conta bancária e percebeu que lá constava uma quantia absurdamente alta. A sua atitude foi firme. Ela não usou o dinheiro. Simplesmente conversou com o banco alertando do equívoco.
O banco corrigiu o engano, mas o saldo ‘moral’ na cidade ficou negativo. Elogios, admiração? Que nada! Imediatamente aquela senhora, por onde passava, foi chamada de “tonta” e “burra” por não ter aproveitado a oportunidade de se enriquecer com dinheiro alheio.
Além de refletir o lado ruim da cultura do brasileiro de ‘levar vantagem em tudo’, isso mostra também como hoje as pessoas não apenas são más, elas vão além, são inimigas do bem.
E o que dizer do vandalismo? Em 2010 foi noticiado que o vandalismo causa prejuízos milionários nas grandes cidades. Só em Campinas, naquela altura, gastava-se R$ 60 mil mensais na manutenção de placas destruídas por vândalos. Ainda na reportagem dizia que no Maranhão as pessoas ficam sem energia elétrica frequentemente, pois os vândalos dão tiros nos transformadores. Há pouco tempo em Itatinga (SP), onde moro, vários túmulos do cemitério e parte do pátio de uma escola foram destruídos por “pura diversão”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *