Entendendo as primícias – Pr Luciano Subirá

Desde que comecei a publicar meus livros, sempre repeti o mesmo ritual: pegava o primeiro exemplar que me chegava às mãos, e fazia nele uma dedicatória à minha esposa. A Kelly sabe que o primeiro exemplar sempre é dela.

Para a leitura do livro (ou mera recordação), não faz a menor diferença se você pega o primeiro ou o último livro, mas por que sempre fiz isto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *