É gospel, mas é absurdo [2] – Kit prosperidade

Algumas editoras entraram de cabeça nos sucessos gospel, afinal, o que importa é vender e faturar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *