Como uma menininha

“Um passo para trás é um grande avanço para quem vai em direção ao abismo”

Sinto que eu andei tanto para trás que voltei a ser criança, uma garotinha que 9 anos entrou na igreja e se maravilhava com pessoas falando linguas espirituais, desejava a conhecer o “Deus desconhecido” e era dependente para comer, se vestir e aprender

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *